Nos espaços, entre as coisas... BEGMONT 16.06 - 29.07.22

viver... nos espaços entre as coisas
80 x 120 cm., mesclado sobre tela

Nos espaços, entre as coisas...

Eu queria falar sobre a rotina, sobre o nosso dia a dia. Dar-lhe um sentido mais poético e estético, tornando-o assim algo mais suportável e suportável. Como se a rotina não parecesse rotina. E nesse esforço, encontrei coisas!!! Sim, as coisas, todos aqueles objetos, roupas, potes, lixo... que dividem espaço e tempo conosco. São testemunhas silenciosas de nossos dias seguidos de outros dias, dias cheios de problemas, desavenças, esperanças, medos, alegrias... E descobri também um breve fragmento do livro que estava lendo naquele momento e que sem procurar me acompanhou e me ajudou na construção desta exposição. Em "Sunset Park" (Paul Auster, 2010) uma das personagens deste romance foi Ellen Brice, uma pintora, ela está perdida em sua vida, perdida em sua arte e seus dias e acima de tudo e mais tragicamente sendo uma pintora, perdida "em não dizer nada". Ele então entende que deve começar de novo e diz:

“Eu queria pintar quadros que evocassem a maravilha silenciosa da pura objetividade, o éter sagrado que respira nos espaços entre as coisas, para expressar a existência humana em uma representação meticulosa de tudo o que está lá fora, além de nós, ao nosso redor. ... "

Recipientes de vida comum 50 x 50 cm. (c/u), misturados sobre tela

Quero dizer, falar e contar, mesmo que esteja rodeado e enterrado por aqueles objetos que me inundam no dia a dia. Sigo aqui na minha rotina, engajado na luta de não dizer nada. Determinado a não me perder...

Begmont

Breves momentos da vida empilhados 40 x 30 cm.(c/u), misturados sobre papel

1 de 9